Consultor de Carreira: Qual o seu papel dentro das organizações? 

Para esclarecer o questionamento do título deste texto, primeiro precisamos explicar qual é a função de um consultor ou consultoria numa empresa. Depois, nos aprofundaremos em consultoria de carreira, e então vamos diferenciar isso de funções semelhantes, como coaching, mentoria (mentoring), aconselhamento (counseling) e terapia. Continue lendo!

O que é consultoria?

Consultores são especialistas, consultados e contratados para resolver problemas específicos de quem os contratou, sejam pessoas físicas ou jurídicas.

Sua tarefa costuma ser examinar o cenário que lhes é apresentado, diagnosticar o problema, pesquisar informações e propor soluções, metas a serem atingidas, planos, cronogramas, etc., embora não tenham o poder de implementar nada, pois isto depende exclusivamente de quem o contratou.

Existem diversos tipos de consultorias para as vidas pessoal e profissional. Alguns exemplos de consultorias para profissionais são: de tecnologia, de negócios, de eficiência, de motivação e de carreira. Veremos a seguir o que é um consultor de carreira.

O que é consultoria de carreira?

Um consultor de carreira pode ser considerado um “casamenteiro” entre o mercado de trabalho e o profissional que o contratou. Talvez uma das suas funções mais conhecidas seja recolocar um profissional no mercado de trabalho, redirecionando sua carreira. Para isso, ele deve se manter sempre atento ao que acontece no mercado de trabalho, conjugando isso com o que ouve do seu cliente, propondo alternativas para ele de acordo com suas habilidades, talentos, desejos, valores, pontos fortes e fracos, etc., para conquistar o emprego que deseja.

Juntos, consultor e cliente chegam a metas a serem atingidas, que compreendem onde a pessoa quer chegar e o que falta trabalhar para atingir esse objetivo. Depois, o consultor também pode atuar como ponte, colocando seu cliente em contato com empresas que ele sabe que podem ter interesse nele, e preparando-o para demonstrar seus pontos fortes e conseguir passar em entrevistas.

Se o cliente do consultor de carreira é uma empresa, significa que ela tem plano de carreira e pensa no progresso profissional dos seus colaboradores. A tarefa da consultoria será verificar com cada funcionário se está onde quer estar, ou como fazer para atingir a posição que deseja.

Novamente, o consultor tem o poder de sugerir mudanças, não de implementá-las. A decisão final é sempre do cliente.

Qual a diferença entre consultoria, coaching, mentoria, aconselhamento e terapia?

-Coaching: é o profissional (coach) contratado para ajudar alguém a atingir determinado objetivo na vida pessoal ou profissional, ou mesmo para ajudar a tomar uma decisão. Sua atuação é mais focada no treinamento de habilidades.

-Mentoria (mentoring): o mentor é alguém mais experiente na profissão, reconhecido como especialista de confiança, escalado para ajudar um profissional mais jovem. Se este se estressa por problemas típicos da sua área, o mentor pode contar a ele como enfrentou estas mesmas questões, dando-lhe suporte moral. Ele até pode orientar, mas não é sua função principal.

-Aconselhamento (counseling): o nome já diz tudo: é o especialista que dá conselhos. Ele, ao contrário do mentor, não precisa necessariamente ser da mesma área que seu contratante, o que não o impede de enxergar com clareza a situação que lhe é descrita para ajudar a pessoa que o procura a tomar uma decisão importante.

-Terapia: todas estas áreas empregam técnicas típicas da terapia, como exercícios de autoconhecimento, desenvolvimento de algumas habilidades sociais e aconselhamento, porém não têm o mesmo objetivo desta, que é mais voltado para resolver problemas de ordem mental ou psicológica, que impedem a pessoa de externar o melhor de si e se tornar dona da própria vida.

Quer saber mais? Entre em contato pelo site e acesse outros conteúdos.